01 de Novembro de 2012
Dia de todos os Santos
     
 
  No dia de todos os Santos como habitual a Associação Humanitaria fez a sua homenagem aos bombeiros, socios e dirigentes falecidos, depositando uma coroa de flores no cemiterio de Paços de Ferreira e Frazão.
Nesta cerimonia foi lido pela Vice-presidente da Assembleia Geral da Associação, Maria João Silva, um poema de Lobo Amaral com o titulo Ser Bombeiro.

"Descer a montanha do bem-estar,
Conviver com a angústia e com a dor,
Enfrentar a terra e as ondas do mar,
Fazer tudo, mas tudo com AMOR.
Uma farda que não dá poder,
Um machado ao serviço da PAZ,
Um sentimento de vida e de querer,
É a vontade de se ser capaz.
Um obrigado ao filho ou à esposa,
À mãe e também ao pai,
Porque espera uma pessoa idosa,
Porque nos dilacera um “AI”.
O sangue que no chão se derrama,
Os gritos que a dor não deixa ouvir,
O combate à destruidora e infernal chama,
São o verdadeiro eco de um fraterno sentir.
Deixar tudo por cada homem que chora,
Deixar tudo por cada ser que agoniza,
Contrariar o desespero em cada hora,
Dar aos outros a própria camisa.
O risco é duro e permanente,
As horas não tem minuto nem segundo,
O desafio é louco mas consciente,
O BOMBEIRO é uma presa do mundo".
 
  < Voltar  
 
  Alerta amarelo  

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

    RECOMENDAR PÁGINA   |  ADICIONAR AOS FAVORITOS